Pesquisar este blog

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO PARANA

Em visita a comarca de Peabiru o Tribunal de Justiça do Paraná estatizou a Vara Civil e Distribuidor e Anexo, passando a gerar diretamente as ações e processos encaminhados ao poder judiciário de Peabiru.

Estava presente na cerimonia o Prefeito Municipal de Peabiru João Carlos Klein, Presidente da Câmara de Vereadores Alaerte Rodrigues dos Santos (Barão), Dr. Felício Melocra (Representando a OAB) , Juiz da Comarca de Peabiru Dr. João Alexandre Cavalcanti Zarpellon e os Desembargadores Guilherme Luiz Gomes e José Gomes Aniceto.

ODONTO SESC EM PEABIRU

Já se encontra na praça central de Peabiru uma unidade móvel do ODONTO SESC, ela estará fazendo tratamento dentário gratuito para pessoas carente de nossa cidade entre os dias 03/11 a 17/12.

HISTÓRICO

O projeto idealizado pelo Sesc Nacional iniciou suas ações em 1999, no Estado da Paraíba, na cidade cujo nome sugeriu o sentimento do ODONTOSESC: Esperança.

A partir deste momento, o projeto evoluiu em proporção nacional, buscando atingir a sua essência: promover ações de educação em saúde bucal e atenção odontológica de excelência.

PRESENÇA NO BRASIL E NO PARANÁ

O Brasil conta com 50 unidades móveis distribuídas por 25 Estados e o Distrito Federal, atuando em bairros da periferia ou em pequenas comunidades do interior do País.

O Paraná conta com 2 unidades móveis atuando nos municípios que não possuem unidades do Sesc e onde o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é baixo e cuja população apresenta dificuldades no acesso ao atendimento odontológico.

No Paraná, o projeto OdontoSESC iniciou suas atividades em agosto de 2008, na Região Metropolitana de Curitiba, no município de Itaperuçu, e na sequência vieram os municípios: Almirante Tamandaré; Lapa; Quitandinha; Agudos do Sul; Rio Branco do Sul; Piên e Campo Magro.

OBJETIVO

Promover a saúde bucal através de atendimento odontológico de qualidade e ações de educação em saúde, conscientizando a população quanto à prevenção e promoção de saúde bucal, incutindo hábitos saudáveis, bem-estar e qualidade de vida.

ESSÊNCIA

O projeto prioriza a promoção da saúde, através das atividades de Educação em Saúde, desenvolvendo ações educativas na comunidade, além da prestação de serviços em atenção odontológica, envolvendo alunos, professores e a população dos municípios contemplados. Dessa forma, deseja fazer com que as escolhas mais fáceis tornem-se hábitos saudáveis na promoção de saúde bucal e geral. Almejamos conscientizar ao invés de apenas informar!

ESTRUTURA FÍSICA

Cada Unidade Móvel possui 4 cadeiras odontológicas, sala para RX, ambiente para esterilização, espaço para atividades de educação em saúde, além de todos os equipamentos necessários para um atendimento básico de qualidade.

Estrutura Física

Estrutura Física

Estrutura Física

Estrutura Física

terça-feira, 18 de outubro de 2011

BANCO SOCIAL: VALORES E PRAZOS PARA MICROCRÉDITO AMPLIADOS

O Paraná amplia valores e prazos para concessão de Microcrédito, passa de R$ 10 mil para R$ 15 mil e o prazo para pagamento passa de até 24 meses para até 36 meses, juros de 0,95% ao mês. A Agência de Fomento do Estado do Paraná (Fomento Paraná) ampliou em 50% os limites e os prazos em todas as faixas de concessão de crédito do Programa Microcrédito Banco Social. A partir de agora, o valor máximo de financiamento do microcrédito passa de R$ 10 mil para R$ 15 mil e o prazo para pagamento aumenta para até 36 meses. A medida beneficia desde o empreendedor que precisa de apoio para dar início a uma atividade até aquele que está em fase de consolidação do negócio ou planeja expandir as atividades e para isso precisa de crédito para capital de giro, investimento fixo ou investimento misto. De acordo com o presidente da Fomento Paraná, Juraci Barbosa Sobrinho, o reajuste das faixas de crédito demonstra a boa vontade da administração estadual em contribuir para a expansão da atividade dos micro e pequenos empreendedores. “Esta medida é mais uma demonstração do jeito do governador Beto Richa de governar o Paraná, apoiando o setor produtivo, para melhorar a renda e garantir a criação de empregos”, afirma. “Não podemos esquecer da grande contribuição das microempresas para a economia do Brasil e do Paraná. É o segmento que mais cria empregos”, completa o secretário da Fazenda Luiz Carlos Hauly. Ele aponta a oferta de crédito como fator fundamental para a consolidação dos pequenos empreendimentos. PROGRAMA DE REFERÊNCIA — O objetivo do governo com o reajuste dos limites e prazos é manter o Programa Microcrédito, que recentemente completou 10 anos, como referência em crédito nesse segmento. Nesse período foram liberados mais de R$ 132 milhões, que atenderam 35 mil empreendimentos, responsáveis por 227 mil empregos. A concessão de crédito do Banco Social estava limitada a R$ 10 mil desde 2007. Desde então, a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC-Fipe) variou 23,4% e o Custo Unitário Básico (CUB), usado no setor da construção civil, cresceu 42,8%. Para obter recursos do microcrédito, o empreendedor deve ter faturamento anual máximo de R$ 360 mil. A taxa de juros dos financiamentos é de aproximadamente 12% ao ano e não é cobrada Taxa de Abertura de Crédito (TAC). CONFIRA AS NOVAS FAIXAS DE FINANCIAMENTO DO MICROCRÉDITO: FAIXA A - INÍCIO DE ATIVIDADE: Capital de giro – de R$ 700,00 para R$ 1.000,00; Pagamento – de 6 para 9 meses; Investimento fixo – de R$ 2.000,00 para R$ 3.000,00; Pagamento – de 18 para 24 meses; Investimento misto – de R$ 2.000,00 para R$ 3.000,00; pagamento – de 12 para 18 meses; FAIXA B – CONSOLIDAÇÃO DO NEGÓCIO: Capital de giro – de R$ 2.000,00 para R$ 3.000,00; Pagamento – de 6 para 9 meses; Investimento fixo – de R$ 5.000,00 para R$ 7.500,00; Pagamento – de 18 para 24 meses; Investimento misto – de R$ 5.000,00 para R$ 7.500,00; Pagamento – de 12 para 18 meses; FAIXA C – EXPANSÃO DA ATIVIDADE: Capital de giro – de R$ 3.000,00 para R$ 4.500,00; Pagamento – de 6 para 12 meses; Investimento fixo – de R$ 10.000,00 para R$ 15.000,00; Pagamento – de 24 para 36 meses; Investimento misto – de R$ 10.000,00 para R$ 15.000,00; Pagamento – de 18 para 24 meses;
Os interessados que precisam de Crédito para Capital de Giro, Investimento Fixo ou Investimento Misto, fale com o Agente de Crédito (Francisco), na Agência do Trabalhador/SINE de Peabiru, na Av. Curitiba, 834 que ira prestar informação e orientação dos critérios para financiamento através do Microcrédito BANCO SOCIAL. Maiores informações com o Francisco Viudes: Agente de credito BANCO SOCIAL Agencia de Peabiru. Agencia do Trabalhador/SINE de Peabiru. (44)3531.1186 (44)91332803

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

PEABIRUENSE REPRESENTARÁ O PARANÁ EM BRASÍLIA

O peabiruense Wanderley Mafra foi escolhido para representar o Estado do Paraná na Conferência Nacional da Juventude, a ser realizada em dezembro deste ano, em Brasília-DF. Por meio de eleição direta durante a Conferência Estadual da Juventude, em Maringá, o ator, monitor de dança e servidor da Secretaria Municipal de Educação Cultura, Esporte e Lazer de Peabiru teve a votação mais expressiva entre os candidatos a Delegado Nacional. O evento em Maringá reuniu 1.300 representantes da juventude de todo o Estado, quando em pauta se discutiu o tema “Politicas Públicas para a Juventude”. Segundo Wanderley Mafra, “durante o evento senti uma diversidade muito grande de segmentos da Juventude organizada, várias expressões lutando cada um por sua causa, vi a juventude afro-descendente, das Igrejas, GLS, MST, Pastorais, juventude dos partidos políticos, entre outros. Fico feliz em saber que vou a Brasília, levar o nome de nosso município, este que por ser de pequeno porte, muitas vezes tem a voz sufocada. Estarei representado o Estado, mas sempre peabiruense de coração”. Como proposta a ser defendida em Brasília, Mafra complementa: “Precisamos de uma juventude protagonista e não passiva. Precisamos não que façam alguma coisa pelos jovens, mas que as políticas públicas estimulem a juventude a fazer algo por si mesma, que levem-na a sair do comodismo e da passividade. Desejo mostrar a todos que o Paraná existe, e principalmente que Peabiru existe e que as pequenas cidades também precisam de políticas públicas para juventude”.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Fórum Eleitoral em Peabiru

Prefeito João Carlos Klein esteve em Curitiba no Tribunal Eleitoral junto ao Dr. Ivan Gradowski para entregar a escritura registrada de um terreno de 1.200,00 m2, para a construção do novo Fórum Eleitoral da 74ª zona eleitoral do Pr.

Novo Forum

O Prefeito João Carlos Klein acompanhado da Secretária de Estado da Justiça do PR, Dra. Maria Tereza Uile Gomes, estiveram no Tribunal de Justiça do PR, para entregar ao Presidente Dr. Miguel Kfuri Neto, a escritura registrada do terreno de mais de 4.000,00 m2, destinado a construção do novo fórum de justiça da comarca de Peabiru.

SER PROFESSOR NO SÉCULO XXI

Todo professor é um artista. Busca dia-a-dia, atrelada as teorias pedagógicas, maneiras de cativar a atenção dos alunos rumo a aprendizagem. A sala de aula, o palco; os alunos, o público que mais importa. Assim, em homenagem ao Dia do Professor, sábado, dia 15 de outubro, escolhemos três personagens da Rede Municipal de Ensino de Peabiru, para representarem toda a classe. Professores que além da arte de lecionar, cultuam a arte de escrever. Professores-escritores, os quais mesclam o amor desmedido pela profissão com o prazer de desvendar os segredos ocultos das palavras escondidas no cotidiano escolar e da vida. Por ordem alfabética, eis nas três postagens que se seguem o depoimento e algumas linhas da poesia das Professoras Eliane Regina, da Escola Princesa Isabel, Maria de Fatima Cruz, do CMEI Mãe Dolores e Zilda Siqueira, da Escola São José.

PROF.ª ELIANE REGINA: “ALFABETIZO COM A ALMA”

PROFESSORA ELIANE REGINA ESCOLA MUN. PRINCESA ISABEL .
Refletindo como deve ser o professor no Século XXI, vejo que o caminho é ir além. Na verdade, nós temos que trabalhar a realidade nossa, nossa cidade, nossa escola, nossa vida. Muitas vezes percebemos que o livro didático vem de longe, que não tem muito a ver com nossa história aqui. Para contornarmos tal fato, se faz um gancho daqui, outro gancho dali e vai se construindo a aula, com a cara e a realidade de nosso aluno, que é o mais importante. Já faz mais de 15 anos que leciono e para dar aula busco outras formas, para ir sempre além. Uso as cantigas de rodas, pois nada melhor que alfabetizar com música, cantando, criando e aprendendo. Os alunos fixam na cabecinha e vão cantando com gente e isso é uma emoção (olha... eu estou até emocionada só de falar). Nesta busca de ir além as ideias vão surgindo. Construímos também paródias, as quais ficam gravadas na memória das crianças. Quanto à poesia, trabalho com eles a partir das rimas, em cima de temas, que expomos nas aulas. Da Canção do Exílio (do poeta Gonçalves Dias) fizemos vários trabalhos em cima da obra. Também elaboramos um projeto sobre a História de Peabiru, passeamos pela cidade, colhemos informações, chegamos à sala e construímos uma poesia sobre o tema. Adoro o que faço e sempre busco novas ideias. Os alunos adoram, adoram escrever. Alfabetizo com a alma. Portanto, o Professor destes tempos tem que buscar sempre mais, o novo, não ficar preso dentro dos livros didáticos. Busco alfabetizar minhas crianças, para que elas sejam críticas, tenham ciência das coisas, mas por meio de coisas reais próximas a elas. Busco sempre formas que faça esta criança pensar na sua vida de cidadã, como parte da sociedade. Ás vezes penso que eu como professora podia fazer bem mais, que é pouco ainda o que eu faço, sempre com um “pezinho” de querer mais, pois sempre quero tudo melhor, sempre melhor para eles.
CANÇÃO DO ESTUDANTE “Minha escola tem estudantes Onde querem aprender. Os alunos que aqui estudam, Estudam pra valer. Nosso ler tem mais prazer, Nosso escrever mais emoção, Nossa aula tem mais vida, Nossa vida mais realização.”

PROF.ª MARIA DE FÁTIMA : “EDUCAR É LIBERTAR”

PROFESSORA MARIA DE FÁTIMA CRUZ C.M.E.I MÃE DOLORES Ser professor nos dias de hoje vai muito além de dar aulas ou repassar conteúdos. O amor a profissão é o divisor de águas para esta ação educacional tão nobre. Os problemas sociais, emocionais, e a falta da presença dos pais no dia a dia dos filhos, nos deixam a mercê da real função da escola e de sermos educadores. Toda esta diversidade diante do professor o torna vulnerável entre a razão e a emoção. Como levar uma criança a aprender com tantas questões mal resolvidas em sua vida? Sabemos que precisamos ver este aluno como um ser Biopsicossocial não somente como um aprendiz ilhado, pois todas as dimensões presentes no seu dia a dia interferem em sua aprendizagem, no seu comportamento, no seu jeito de ser e estar no mundo. O grande desafio de ser um professor/ educador e comprometido com o futuro de seres tão pequeninos e vulneráveis ao meio em que vivem, é levá-los a aprender a ser autônomos, críticos e felizes apesar de seus conflitos. Se quisermos dias melhores, uma sociedade melhor, “temos que fazer hoje”. Pois a sociedade também é produto de nossa prática pedagógica e de nosso trabalho. Para isso se faz necessário quebrar paradigmas, abrir caminhos, ousar o novo, crescer e superar nossas próprias dificuldades de formação, desejar mudança, decidir com responsabilidade, compartilhar conhecimentos e termos consciência de que a função da educação é libertar, transformar e emancipar o ser humano, respeitando seus direitos e seus deveres. Ser mestre ... Ser mestre é desdobrar-se em duas vidas... Uma sendo destino e a outra escolhida... ... Ser mestre é sonho dobrado, é sempre dois ideais... É Doar-se sem esperar nada em troca, é querer sempre mais. ... Ser mestre é de fato, formar doutores e morrer no anonimato”.

PROF.ª ZILDA SIQUEIRA: “DIGA AO ALUNO: EU AMO VOCÊ”

PROFESSORA ZILDA SIQUEIRA ESCOLA MUN. SÃO JOSÉ
Meu pai comprava livros pela capa, ele não sabia ler e me fazia ler palavra por palavra, e as que eu não sabia mandava anotar para perguntar na beira da estrada, para alguém que soubesse ler. Depois que aprendi, ensinei ele e a mãe a ler. Era desejo dela que eu fosse professora, embora eu não gostasse muito da ideia. Anos depois, um dia que não tinha professor na escolinha da zona rural, eu entrei na sala com 25 alunos e hoje estou aqui, professora. Na minha forma de pensar hoje o professor não é só professor, ele é pai, ele é irmão, ele é tudo, ele é a família da criança. E o professor hoje tem que amar muito a profissão dele, se ele não gostar do que faz, não adianta, ele pode encerrar a carreira. Mas eu trabalho como professora já conta 25 anos, não acho que está tão difícil para lidar com as crianças. Tem que ter muito jogo de cintura. O professor às vezes tem que ser um pouco criança junto com eles e um pouco palhaço. Que é o que faço muito na sala de aula com eles (risos). Ás vezes quando vejo que clima está muito pesado, levo para o lado da brincadeira para descontrair, por que se for levar tudo a sério, não se consegue trabalhar. Esta difícil, mas tem que amar o que faz. Se o professor souber levar a situação, ele consegue se sair bem. O amor acima de tudo, pois tem que amar o que faz e dar muito carinho para estas crianças e procurar conversar muito com eles. Não tem um aluno que mesmo, mesmo sendo adulto, que resista se você olhar para ele e disser: “Eu amo você”. Falo isso por que já aconteceu comigo, de olhar para o aluno, ele sendo rebelde na sala, olhar nos olhos dele, e dizer:” eu amo você”. E eu sempre falo isso para eles. Que são presentes de Deus e que eu amo muito eles. Eles gostam de ouvir isso. E se você quer desmontar um aluno, é dizer isso. Se quer dominar o aluno é dizer olhando nos olhos, “eu amo você”. Às vezes ele me responde e eu falo: “Olha para mim, que eu estou falando para você! Eu estou falando isso por que eu amo você”. Hoje é coisa mais difícil as pessoas conversarem com o filho, dizer que o ama, em casa, devido a correria diária, de o pai sentar com a criança e dizer como o filho é importante para ele, que o ama. Então a criança vai buscar isso na sala de aula, com o professor. Agora, se o professor não tiver equilíbrio, jamais vai conseguir nada, será agressividade em cima de agressividade. Até agora não encontrei problema justamente por isso. Eu tenho muito amor no que eu faço e temos que dizer as crianças que os amamos, pois eles gostam de ouvir isso. Quanto à poesia, eu a utilizo na sala de aula. Confesso que não gostava de poesia, mas quando comecei a fazer um curso de proletramento, a professora me incentivou a trabalhar com versos (antes eu trabalhava com música na sala). Comecei a trabalhar com versinhos, a escrever para mim mesmo e agora eu uso dentro da sala de aula, pedagogicamente, e eles estão gostando. Tudo que vamos trabalhar eles pedem para ser com poesia. Enfim, a poesia hoje é algo que me faz bem, é como um brinquedo que a gente descobre, é um sentimento: às vezes está lá no fundo, e não foi mexido e quando alguém mexe, aí aflora. Vai se descobrindo aos poucos. Cada dia aparece uma poesia nova escrita pelos alunos na escola. De sala em sala, a poesia esta tomando conta, como uma semente. Só precisamos estimula-los a escrever.
“Mestre Amiga” Estou aqui e quero aprender Com amor, quer me ensinar? Uma coisa tenho certeza De mim há de se orgulhar se por ironia do destino Na vida eu tropeçar não ás vezes culpada Um dia vou me levantar com saudade e carinho Da Senhora quero lembrar

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Peabiru Finaliza Plano de Gestão

O Munícipio de Peabiru elaborou o plano de gerenciamento de recursos hídricos.

Reconhecendo a importância desse planejamento, através da Secretaria de Meio Ambiente iniciou os trabalhos em 2009, pesquisando para elaboração do plano de gerenciamento.

O Prefeito João Carlos Klein esteve no instituto das Águas do Paraná em Curitiba aonde fez a entrega do plano colocando o município em situação de regularidade perante os órgãos competentes.

Envie para o nosso e-mail

LOCALIZAÇÃO DE PEABIRU

E-MAIL PARA CONTATOS.

peabirunorumocerto@hotmail.com

Praça Central

Praça Central

Hino a Peabiru.

Peabiru, Peabiru, Terra amada varonil Peabiru, oh! Minha terra Pedacinho do Brasil. O amor aqui impera E o trabalho nos Conduz A um pedestal de gloria Por um caminho de luz. Liberdade no horizonte No céu um formoso azul Terras férteis. Rios, fontes És uma estrela do sul Peabiru, Peabiru, Terra amada varonil Peabiru oh! Minha terra Pedacinho do Brasil. Teu nome emoção encerra És caminho do sertão És meu berço, minha terra És a minha inspiração. Laboriosa e hospitaleira Destemida e varonil É a gente desta terra Também filhos do Brasil. Peabiru, Peabiru.....