Pesquisar este blog

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

FILME "TERRA VERMELHA"

Assistindo o filme “Terra Vermelha” (“BirdWatchers” – “La terra degli uomini rossi”- Itália / Brasil, 2008), tem-se uma noção de como o povo e a cultura indígena é sobrepujada, sufocada pelos dias capitalistas. Impressiona a cena do Índio Guarani Nádio comendo a terra, para mostrar ao agricultor “dono” das terras, que eles, índios são parte natural daquela terra. A história do filme (um paradoxo: ficcional, mas real) passa-se no Mato Grosso do Sul, onde uma comunidade indígena Guarani-Kaiowá busca manter íntegra sua cultura, suas origens. Neste cenário, o abuso do álcool, a tentativa de suicídio são formas de fuga encontradas pelos índios, os quais percebendo-se sem identidade, perdem a vontade de viver.O suicídio de duas adolescentes no começo do filme mostra bem isto: aparelho de celular e esmalte nas unhas, confronto entre cultura secular e capitalismo consumista. Encena-se que no conflito secular pela disputa de terras com os fazendeiros da região, um jovem índio se encontra com a filha de um fazendeiro, a assim se observa que todos os seres humanos são iguais. Em outro foco, fica evidente o choque de culturas e civilizações, nesta mania que temos de taxar o nosso modo de viver como o modo certo. A direção do filme é do cineasta nascido no Chile e criado na Itália, Marco Bechis, que deixa claro que antes dos europeus aqui chegarem, a terra já tinha seus donos: os índios. Vale a pena conferir o filme.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu recado.

Envie para o nosso e-mail

LOCALIZAÇÃO DE PEABIRU

E-MAIL PARA CONTATOS.

peabirunorumocerto@hotmail.com

Praça Central

Praça Central

Hino a Peabiru.

Peabiru, Peabiru, Terra amada varonil Peabiru, oh! Minha terra Pedacinho do Brasil. O amor aqui impera E o trabalho nos Conduz A um pedestal de gloria Por um caminho de luz. Liberdade no horizonte No céu um formoso azul Terras férteis. Rios, fontes És uma estrela do sul Peabiru, Peabiru, Terra amada varonil Peabiru oh! Minha terra Pedacinho do Brasil. Teu nome emoção encerra És caminho do sertão És meu berço, minha terra És a minha inspiração. Laboriosa e hospitaleira Destemida e varonil É a gente desta terra Também filhos do Brasil. Peabiru, Peabiru.....