Pesquisar este blog

domingo, 31 de janeiro de 2010

FINAL DO CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTSAL DE PEABIRU-VERÃO

Em noite Quente em Peabiru a população aproveitou para ver a grande final do campeonato de futsal feminino e masculino categoria adulto, com mais de mil pessoas que lotaram o ginásio de esportes Ary da Silva que viram uma bela festa bem organizada pela diretoria de esportes e seu Diretor Claudinho. Para iniciar, um amistoso entre campo mourão (infantil) 2 X 1 Peabiru (infantil), Após iniciou a grande final feminina onde a equipe da DAS 3 venceu a equipe da Loja KF por 4 gols a 1, logo após outro amistoso entre a equipe veterana do jardim Urupês comandada pelo nosso amigo Gordo que venceu a equipe veterana de Peabiru por três gols a um. Logo apos o momento mais esperado da noite a final adulta entre as equipes LDU X CASA BELA CORTINA Onde a equipe da Casa Bela Cortina abril o placar, mas no segundo tempo não agüentou a pressão e acabou derrotada por quatro gols a um, um jogo muito emocionante com muitas disputas e com um jogador da casa bela expulso, alem da premiação para as equipes houve vários brindes sorteados para os torcedores que compareceram o ginásio de esporte.

PARABÉNS A TODOS ATLETAS QUE PARTICIPARAM E QUE AJUDARAM REALIZAR ESTE GRANDE EVENTO QUE TIVERAM COMO CAMPEOES AS EQUIPES DA DAS 3 CAMPEÃO FEMININO E LDU CAMPEÃO MASCULINO.

Veja mais fotos

FUTSAL
FUTSAL

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

DEFINIDOS OS FINALISTAS DO CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTSAL DE PEABIRU-VERÃO 2010-01-28

Na noite de ontem, quinta-feira, definiram-se os finalistas do Campeonato de Futsal de Peabiru - Verão 2010. No feminino, a equipe K & F venceu as a equipe das Mães da Pinga por 03 a 02. Na última semifinal masculina, a equipe da LDU venceu a equipe da Guanabara pelo placar de 03 a 02. Assim, ficam definidos para amanhã sábado, dia 30/01, as duas partidas finais da competição. Às 20h, final feminina entre DAS 3 X K&F. Em seguida, a grande final masculina entre CASA BELLA CORTINAS X LDU. Para os amantes do esporte, eis um bom programa para amanhã. Matéria Arleto Rocha.

Aniversario do Prefeito.

Quem esta comemorando aniversario hoje 29/01 é o Prefeito de Peabiru João Carlos Klein, Sua Idade Não foi revelada, mas mesmo assim vai um feliz aniversario muitos anos de vida e lógico muitas eleições para disputar de todos os amigos e funcionários do município de Peabiru.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Campeonato Municipal de Futsal 2010 em Peabiru.

Em noite de bom público no Ginásio de Esportes Ari da Silva, realizou-se nesta quarta, a rodada semifinal do Campeonato Municipal de Futsal 2010.

]Na Categoria Feminino, eis os seguinte resultado:

DAS 3 08 X 0 NÓIS

No masculino:

CASA BELLA CORTINAS 04 X 04 PAIS DA PINGA

Na disputa por penais, a equipe Casa Bella Cortinas não desperdiçou nenhuma cobrança e faturou o direito de ir a final vencendo por 04 a 03 a partida.

Ambas as equipes aguardam a definição dos finalistas do evento, que sairão hoje, a partir das 20h no Ginásio de Esportes Ari da Silva. No feminino jogam K&F X AS MÃES DA PINGA e no masculino LDU X GUANABARA.

Materia Arleto Rocha.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Resultados dos Jogos deste sábado do campeonato municipal de futsal de Peabiru.

QUARTAS DE FINAIS -SÁBADO 23/01- A BASSI 03 X03 PAIS DA PINGA (06X07 NOS PENALTIS) CASA BELLA CORTINAS 02 X 01 LOPES ODONTOLOGIA/BELINI PESAC E LAZER JUAREZ F. FC. 01 X 04 GUANABARA KL DO BRASIL 02 X 04 LDU SEMINFINAIS-MASCULINO E FEMINO-QUARTA E QUINTA-FEIRA (DIAS 27 E 28) FINAL -SÁBADO DIA 30-

domingo, 24 de janeiro de 2010

Jogos do Campeonato de Futsal de Peabiru

SĮBADO (AMANHĆ) DIA 23/01, GINASIO DE ESPORTES ARI DA SILVA, INICIO AS 19H30: 1ŗ jogo A BASSI X OS PAIS DA PINGA 2ŗ jogo LOPES ODONTOLOGIA/BELINI PESCA E LAZER X CASA BELLA CORTINAS 3ŗ jogo JUAREZ F. C. X GUANABARA 4ŗ jogo LDU X KL DO BRASIL SEMIFINAIS MASCULINO & FEMININO-DIA 27/01-QUARTA FEIRA- Preliminar: Amistoso Categoria 97- (ąs 19h30) PROJETO JACÓB X PROJETO FUTSAL COL. URUPŹS MENINO FELIZ ESCOLINHA DO GORDO EM SEGUIDA: 1ŗ jogo DAS 3 -FEMININO X NÓIS-FEMININO 2ŗ jogo Vencedor jogo 01 X Vencedor jogo 02-MASCULINO SEMIFINAIS MASCULINO & FEMININO-DIA 28/01-QUINTA-FEIRA- Preliminar: Amistoso Categoria 2000- (ąs 19h30) PROJETO JACÓB X PROJETO FUTSAL COL. URUPŹS MENINO FELIZ ESCOLINHA DO GORDO EM SEGUIDA: 1ŗ jogo K & F -FEMININO X AS MĆES DA PINGA-FEMININO 2ŗ jogo Vencedor jogo 03 X Vencedor jogo 04-MASCULINO GRANDE FINAL-SĮBADO -DIA 30/01 AMISTOSO CATEGORIA DE BASE FINAL FEMININO FINAL MASCULINO

Acidente em Peabiru faz sucesso no Youtube

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Governo libera R$ 500 milhões para os municípios

Allan Costa Pinto
Henrichs: lobby em Brasília.

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, anuncia hoje a liberação de mais R$ 500 milhões aos municípios brasileiros como compensação das perdas com o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de 2009 em relação a 2008.

Para os municípios do Paraná, serão destinados cerca de R$ 23 milhões. Das 399 prefeituras do Estado, 377 receberão a compensação, que varia de R$ 39,4 mil a R$ 236,4 mil por município. O repasse corresponde às perdas do mês de setembro do ano passado, último mês de 2009 em que a verba do FPM foi menor que a recebida pelas cidades no mesmo período de 2008.

O repasse é garantido pela lei federal 12058/2009 que instituiu o Apoio Financeiro aos Municípios, garantindo repasses suplementares a fim de, ao menos, equiparar o FPM de 2009 ao de 2008.

Composto pela arrecadação de impostos como o Imposto de Renda (IR) e Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) o fundo é uma das principais fontes de receita de municípios de pequeno e médio porte.

Com a crise financeira e a estratégia do governo de reduzir o IPI de diversos produtos para incentivar a produção e o consumo, a arrecadação do fundo foi prejudicada e diversos municípios tiveram dificuldades financeiras, inclusive para o pagamento de seu quadro de servidores.

Com o repasse a ser anunciado hoje, os valores transferidos da União para as cidades após a aprovação da lei chegarão a R$ 2,5 bilhões. Segundo o prefeito de Barracão (Sudoeste do Estado), Joarez Henrichs (DEM), o dinheiro deverá estar no Tesouro dos municípios até sexta-feira.

“Estamos indo para Brasília amanhã para ter essa garantia, mas o ministro Paulo Bernardo está bastante sensível à situação dos municípios e não haverá dificuldade para recebermos o repasse”, disse. Henrichs é diretor da Associação dos Municípios do Paraná (AMP) e da Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

Wilson Dias/Agência Brasil
Bernardo: perdas de setembro.

Se nos meses de outubro, novembro e dezembro de 2009, o repasse do FPM reagiu e superou recebido no último trimestre de 2008, dispensando a necessidade de compensação, o primeiro repasse de janeiro, recebido pelos municípios no último dia 10, ficou, segundo levantamento da AMP, 19% abaixo do recebido em janeiro do ano passado.

A CNM também prevê repasses menores nas duas próximas parcelas (hoje e no dia 30). Segundo estimativa, o FPM de janeiro deve fechar com repasse total de R$ 774 milhões menor que o de janeiro de 2009, em valores corrigidos pelo IPCA.

Os dados da CNM indicam que as duas primeiras parcelas do FPM de 2010 sem o desconto do Fundeb somam R$ 2,3 bilhões. Em 2009, os repasses do mesmo período somaram R$ 3 bilhões.

A redução da alíquota do IPI de outros produtos industrializados pode ter causado a queda na arrecadação. A AMP já solicitou ao Ministério do Planejamento que considere a possibilidade de novas compensações em 2010 caso o Fundo não se recupere.

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Nesta quarta feira 20/01/2010 a Prefeitura Municipal de Peabiru reabre as portas para o para a população, assim como todos os outros departamentos estarão fazendo atendimento normal.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Deputado Estadual Anibeli a Peabiru em 2010

Quem esteve em Peabiru fazendo uma visita aos amigos foi o Deputado Estadual Anibeli que aproveitou para prestar conta de seu mandato, citou que foi muito bom 2009 e que estará colocando o nome a disposição do PMDB para ser um Pré-candidato a Deputado Estadual pelo partido, quem também apareceu para falar que colocará o nome a disposição da opinião publica foi o sobrinho do Governador Roberto Requião, o jovem João Arruda que será Pré Candidato a Deputado Federal pelo PMDB pela primeira vez o Prefeito João Carlos mostrou muito entusiasmo para 2010 esperando realizar grandes obras neste ano.

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Secretaria do Trabalho prepara grade de cursos profissionalizantes para 2010

A Secretaria estadual do Trabalho, Emprego e Promoção Social prepara a lista dos cursos de qualificação profissional que devem ser oferecidos, gratuitamente, no primeiro semestre de 2010. O edital para a contratação das empresas que executarão as ações termina na próxima terça-feira (5). Ao todo, serão beneficiadas cerca de 5 mil pessoas, em mais de 160 funções diferentes. Além dos cursos do Plano Territorial de Qualificação (Planteq) e do Plano Setorial de Qualificação (Planseq), realizados com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador, o Governo do Estado vai investir R$ 168 mil no projeto Paraná Solidário, voltado para associações e cooperativas nas áreas de reciclagem e vestuário. “A ideia é qualificar grupos de trabalhadores que se auto-gestionem, baseados nos princípios de economia solidária.”, explica o secretário Nelson Garcia. “Com dinheiro do Tesouro Estadual ofertaremos qualificação para 416 pessoas, em 26 cidades paranaenses. São aulas de associativismo, cooperativismo, economia solidária, gestão e empreendedorismo. Também garantiremos assessoramento técnico durante seis meses para as empresas. O objetivo é permitir novas formas de geração de trabalho e renda”, completa ele. As aulas para grupos envolvidos com reciclagem estão previstas para as cidades de Campina da Lagoa, Campo Mourão, Goioerê, Ubiratã, Cianorte, Tapejara, Jandaia do Sul, Astorga, Mandaguaçu, Mandaguari, Marialva, Maringá, Nova Esperança, Paiçandu, Sarandi, Loanda, Nova Londrina, Paranavaí, Altônia, Cruzeiro do Oeste e Umuarama. Para o setor de vestuário devem receber os cursos moradores de Ivaiporã, Jardim Alegre, Lidianópolis, Lunardeli e São Pedro do Ivaí. PLANSEQ - Com verbas federais e contrapartida do Governo Estadual, o Paraná é o único Estado brasileiro em que beneficiários do programa Bolsa Família, moradores do interior, têm aulas do Plano Setorial de Qualificação voltadas para a Construção Civil. A previsão é que, até julho do ano que vem, 1,6 mil alunos participem dos cursos de pintor, azulejista, encanador, carpinteiro, mestre de obras, desenhista, eletricista, operador de trator, gesseiro e almoxarife. São previstas 108 turmas em 55 cidades paranaenses: Altamira do Paraná, Campina da Lagoa, Campo Mourão, Engenheiro Beltrão, Goioerê, Iretama, Janiópolis, Juranda, Mamborê, Moreira Sales, Peabiru, Quinta do Sol, Terra Boa, Ubiratã, Assis Chateubriand, Capitão Leonidas Marques, Cascavel, Guaraniaçu, Matelândia, Ouro Verde do Oeste, Palotina, Toledo, Cianorte, Cidade Gaúcha, Guaporema, Rondon, São Tomé, Tapejara, Andirá, Bandeirantes, Cornélio Procópio, Uraí, Foz do Iguaçu, Marechal Cândido Rondon, Medianeira, Santa Helena, São Miguel do Iguaçu, Ampére, Barracão, Capanema, Francisco Beltrão, Dois Vizinhos, Nova Prata do Iguaçu, Salto do Lontra, Santo Antônio do Sudoeste, São Jorge do Oeste, Guarapuava, Palmital, Pinhão, Prudentópolis, Quedas do Iguaçu, Reserva do iguaçu, Turvo, Irati e Teixeira Soares. PLANTEQ - Por meio do Plano Territorial de Qualificação (Planteq) devem ser qualificados mais 2.848 trabalhadores, em 78 municípios do Paraná. O investimento previsto para as mais de 170 turmas ultrapassa R$ 2 milhões. Serão ensinadas 41 funções, como eletricista, costureiro industrial, cabeleireiro, marceneiro, mecânico, garçom, recepcionista, cozinheiro, padeiro, confeiteiro, açougueiro, entre outras. A lista completa dos cursos e das cidades em que eles serão realizados será divulgada após o resultado dos editais. A previsão é que as primeiras turmas tenham aulas a partir do dia 15 de janeiro. Mais informações pelo sitio www.setp.pr.gov.br INVESTIMENTOS - Nos últimos sete anos, o Governo Estadual repassou R$ 19,4 milhões para a qualificação profissional dos trabalhadores. Desde 2003, início do governo de Roberto Requião, mais de 50 mil pessoas se formaram nos cursos gratuitos oferecidos em parceria com o Governo Federal.

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

PROCON orienta sobre matrículas e compras de materiais escolares.

publicado em: 07/01/2010 - 21h31min

A coordenação do PROCON de Campo Mourão divulgou nesta quinta-feira várias informações importantes para pais de alunos que vão iniciar o ano letivo em 2010, e que já estão se preparando para as compras de materiais, ou ainda estão optando para matriculas na rede privada de ensino. Segundo Kelly Dutra, coordenadora local do órgão, também deve divulgar na semana que vem uma pesquisa atualizada dos preços praticados nas livrarias locais. Os interessados podem procurar a pesquisa no PROCON na rua Francisco Albuquerque a partir do dia 13 ou no site do Município www.campomourao.pr.gov.br/procon. Maiores duvidas podem ser esclarecidas ainda pelo fone 1512. MATRICULAS É importante buscar uma instituição de ensino de qualidade e que a mensalidade seja compatível com o orçamento dos pais. É válido ficar atento ao contrato, devendo ser lido antes de assiná-lo; deve ter linguagem clara e simples, conter direitos e deveres entre as partes como data de pagamento,valor das mensalidades, multa por atraso, período e condições para o caso de rescisão, transferência e desistência de vaga. É muito importante ressaltar que o reajuste das mensalidades só poderá ser feito após um ano de contrato. Caso haja pagamento para reserva de vaga, deverá o valor correspondente ser descontado no pagamento da primeira mensalidade. Se o aluno desistir até o dia anterior ao inicio das aulas, a escola deve devolver o dinheiro pago, mas em contrapartida poderá cobrar uma multa do contratante, para cobrir custos de administração, que não poderá ser superior a 20%. No decorrer do ano os alunos inadimplentes não poderão ser vitimas de sanções pedagógicas (suspensão de provas, retenção de documentos e impedimentos de freqüência às aulas), ser exposto a ridículo ou submetido a qualquer tipo de constrangimento ou ameaça. À escola está assegurada a cobrança judicial ou extrajudicial das mensalidades em atraso. MATERIAIS ESCOLARES O PROCON orienta que os pais façam levantamento do que restou do ano anterior para que se verifique o que pode ser reaproveitado. Recomenda-se ainda não levar crianças na hora das compras, para evitar interferências na escolha dos materiais, sobretudo os personalizados. As escolas não podem obrigar os pais a adquirirem os produtos (materiais) em um lugar especifico – o consumidor tem o direito de escolha. Fazer pesquisa antes de efetuar a compra é muito importante para economizar. Os pais podem pedir a lista de materiais com antecedência para que possam pesquisar com tranqüilidade e escolher o fornecedor de sua preferência. Caso a escola peça grande quantidade de materiais, os pais podem negociar com a mesma e proceder à entrega fracionada, ao longo do ano letivo. É importante que os pais fiquem atentos nas quantidades de materiais pedidas na lista, pois, deve ser só de uso do aluno. É importante lembrar que a escola não pode pedir material que seja de uso comum. A lista de materiais escolares só pode conter itens que sejam de uso pedagógico dos alunos. Materiais de uso coletivo não podem ser cobrados pelo estabelecimento. Confira a lista de materiais que não podem ser cobrados pelas escolas: - Álcool hidrogenado - Algodão - Bolas de sopro - Canetas para lousa - Copos descartáveis - Cordão - Disquetes, cds - Elastex - Esponja para pratos - Sabonetes - Estêncil a álcool e óleo - Fita para impressora - Fitas decorativas - Fitilhos - Giz branco e colorido - Grampeador - Grampos - Lenços descartáveis - Medicamentos - Papel higiênico - Papel convite - Papel ofício colorido - Papel ofício (230x330) - Papel para copiadoras - Papel de enrolar balas - Pegador de roupas - Plástico para classificador - Pratos descartáveis - Talheres descartáveis - Tonner, entre outros.


Fonte: Da Assessoria Contato (contato@portalradiorural.com.br)

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Goleiro Douglas acerta com Mixto e abre mão de salários atrasados Fonte: A Gazeta/Oliveira Junior

Douglas Rupenttal (29), nascido em Ivaiporã-PR, foi um dos grandes responsáveis pela conquista do Mixto no ano 2008 e de ter evitado o rebaixamento para a Série D, o que acabou acontecendo no ano seguinte. Ao confirmar o acerto com a diretoria alvinegra na tarde de ontem, já em Cuiabá, Douglas terminou revelando que, apesar de ter sido campeão, foi obrigado a deixar para trás uma dívida de quatro meses de salários, não paga pelo então presidente Júlio Pinheiro.

Para assinar o novo contrato - o que ocorreu ontem mesmo - Douglas exigiu o recebimento retroativo. Não recebeu tudo o que tinha direito, mas revelou ter feito um bom acordo. No "pacote" acertado com o presidente da Afam, Éder Moraes, as "luvas" ficaram mais gordinhas e Douglas agradece.

"Fiquei sem receber quatro meses, mas fizemos um pacotão e está tudo certo", disse o dono da camisa número 1. Douglas ainda afirmou que optou por não mover nenhuma ação na Justiça do Trabalho contra o clube, por conhecer a triste realidade da época. "Achei melhor não mexer com isso, mas Deus é grande. O Éder (Moraes - presidente da Afam) não quer saber de dívidas, é uma pessoa muito séria, de credibilidade, por isso acertamos tudo rapidamente", completou.

Sobre as negociações com o Crac de Catalão, Douglas explicou porque, mesmo tendo seu nome divulgado no clube goiano, como recém contratado, preferiu o Mixto e voltou a elogiar a nova diretoria.

"Eu iria acertar ontem (segunda) no Crac, mas aí o pessoal do Mixto me contatou e acertamos. A expectativa agora é a melhor possível. Percebei que o clube está mais estruturado, as pessoas que estão a frente são sérias, há um planejamento bom, e nossa meta, sem dúvida, é brigar por títulos, começando pelo Estadual, e depois para subir para a Série C de novo", concluiu.

Ontem a noite, Douglas retornou à cidade de Peabirú, no Paraná, e, confirmou que estará presente na reapresentação marcada para o dia 4 de janeiro de 2010, na "Toca do Tigre", quando o técnico Roberto Cavalo começa a montar o time que estreia dia 31/1, diante do Vila Aurora.

Estrutura - Também na primeira semana de janeiro a diretoria alvinegra deve convocar uma entrevista coletiva para exibir os novos uniformes, o planejamento para 2010, o novo CT - antigo centro de treinamento do Cuiabá e o "Tigre-Buss", que vai transportar a delegação alvinegra nas viagens mais curtas.

Natal em Peabiru

 /

Natal em Peabiru

Publicado em 02/01/2010

Passamos o Natal em Pea­­biru, cidade onde meu pai e minha infância estão enterrados. Natal é aquele negócio de sempre – comilança e bebeção sem fim, em um estado de euforia meio falso. Viagem de volta para a cidade da gente também tem as suas convenções – comer na casa de parentes, visitar amigos e falar de coisas de 30 anos atrás, rindo de nossos erros juvenis etc. Não existe época mais estereotipada do que esta.

Assim que chegamos, uma refeição nos esperava, um almoço repleto de calorias, que ainda turbinamos, já no começo da tarde, com um bolo doce de milho verde. É que estamos no final da temporada de milho verde, e minha mãe conseguiu desenterrar uma receita antiga. Este bolo remonta a épocas ancestrais, e fazia muitos anos que eu não provava dele. É algo bem simples: milho verde batido no liquidificador (antes era ralado) junto com leite, pedaços de queijo de fazenda e azeite e margarina, até tudo ficar cremoso, com um pouco de sal e açúcar. A massa áspera, sem ser peneirada, vai ao forno em uma forma baixa, não devendo ultrapassar um dedo de altura. Retira-se quando o fundo estiver levemente tostado. Com um café preto, não há nada mais saboroso.

Café que, na casa de minha mãe, é feito à moda antiga. Ferve-se água já com açúcar numa chaleira, despejando-a no coador de pano, onde está o pó. Café forte, que já foi bem adocicado, mas que ultimamente está mais suave.

Antes era torrado no quintal, num torrefador manual, em forma de panela de fazer pipoca, só que bem maior e com uma bola que rodava acionada por manivela engatada na extremidade do cabo. Esta engenhoca ia ao fogo a lenha. Quando os grãos atingiam o grau ideal de torrefação, ainda soltando muita fumaça, eles eram postos numa peneira, até esfriar. Toda manhã, minha mãe ou al­­gum de nós pegava a lata de café e ia para um puxado nos fundos, para moer os grãos (os de café, lo­­gicamente) numa máquina ma­­nual. O cheiro matinal do café sendo coado é ainda um dos me­­lhores perfumes que conheci, competindo com o do pão caseiro recém-assado. São odores de um tempo também enterrado.

Tanto o bolo de milho verde (agora feito no liquidificador e no forno a gás) quanto o café caipira (não mais torrado nem moído em casa) são versões daquele mundo rústico que a industrialização rapidamente tornou obsoleto. Meio como caricatura, voltamos a ele. Aliás, toda encenação de um passado brasileiro, rural e autossuficiente não passa de um teatro. Revivemos como farsas aquelas experiências, forçando traços de identidade. O meu paladar para este café está contaminado por tantas outras coisas, como, por exemplo, pelos cafés maravilhosos que gosto de tomar na rede Starbucks.

Retorno a este cardápio da roça da mesma forma que viajo à cidade da infância, para passar uns dias, para reviver alguns fiapos de episódios que, se remetem a uma época de intensidades afetivas, também mostram que aquelas são águas muito mais do que passadas.

Por falar em água, este feriado foi de muita chuva, o que não diminuiu em quase nada o calor, embora tenha alterado a memória de outros natais. Nem o clima é o mesmo daqueles que ficaram retidos na alfândega do antigamente. Houve uma falsificação ainda maior na data. Natal era período de sol, e de calor, o que obrigava os Papais Noéis a usarem pesadas roupas de inverno feitas com tecidos leves. Agora, eles deveriam era portar uma capa de chuva. O fato é que perdemos até mesmo a identidade solar do período.

Depois de visitar o cemitério, de frequentar a casa de alguns parentes e de rememorar nossas juventudes com os sobreviventes, cheguei à casa de minha mãe na tarde anterior ao Natal. Outrora, este era um momento de grandes preparativos. Apareciam parentes de outros estados. As mesas acabavam armadas no quintal, as mulheres e os homens se irmanavam no trabalho de preparação dos pratos, pois pouca coisa vinha pronta.

Nesta véspera, não se via movimentação alguma. Apenas nós havíamos feito a viagem natalina. Minha mãe estava com a casa fechada, e o silêncio indicava uma idade de cansaços. Quando abrimos a porta, entrando direto na sala, vi uma cena surreal. Minha mãe corria atrás de um frango imenso, que subia pelas escadas que levam a outra sala. Meus filhos gritaram de medo. Nunca tinham convivido de forma íntima com um frango, e este cacarejava femininamente, passando de um cômodo a outro. Quando tomou o rumo do quarto onde estávamos instalados, pensei que poderia ajudar minha mãe, eu que pouco a tenho ajudado, e investi sobre o bicho, mas ele me deu uma driblada memorável.

Agora já era uma questão de honra capturar o fugitivo. Meu pa­­drasto tinha trazido do sítio este frango, deixara-o amarrado na garagem, e ele fugira. Quando consegui encurralar o maldito no boxe do banheiro, dei um bote certeiro e segurei os seus dois pés de uma vez. Camila e Antônio vibraram com a destreza do pai deles.

Como se fosse um troféu, en­­treguei o frango para minha mãe. Ela se isolou na lavanderia e destroncou o pescoço do coitado. Depois o escaldou em água quente, retirou as penas, sapecou as penugens na chama do fogão a gás, abriu a carcaça e a repartiu em pedaços. Eu adorava ficar com o jogo. Depois de limpar a pe­­ça com dentes minuciosos, brin­­cava com um de meus ir­­mãos. Cada um segurava um lado do osso do peito do frango, e então puxávamos para ver quem ficava com a parte maior.

Acabamos não comendo aquela carne, logo congelada, pois havia outros pratos disponíveis. Mas a perseguição e o cerco ao animal foram as coisas mais verdadeiras deste Natal, permitindo um contato com o ritual primitivo da caça, apesar do tom caricaturesco próprio do período.

* * * * *

*A titular da coluna, Marleth Silva, está de férias e volta dia 6 de fevereiro.

portal.rpc.com.br/gazetadopovo/colunistas/conteudo.phtml?tl=1&id=959579&tit=Natal-em-Peabiru

Envie para o nosso e-mail

LOCALIZAÇÃO DE PEABIRU

E-MAIL PARA CONTATOS.

peabirunorumocerto@hotmail.com

Praça Central

Praça Central

Hino a Peabiru.

Peabiru, Peabiru, Terra amada varonil Peabiru, oh! Minha terra Pedacinho do Brasil. O amor aqui impera E o trabalho nos Conduz A um pedestal de gloria Por um caminho de luz. Liberdade no horizonte No céu um formoso azul Terras férteis. Rios, fontes És uma estrela do sul Peabiru, Peabiru, Terra amada varonil Peabiru oh! Minha terra Pedacinho do Brasil. Teu nome emoção encerra És caminho do sertão És meu berço, minha terra És a minha inspiração. Laboriosa e hospitaleira Destemida e varonil É a gente desta terra Também filhos do Brasil. Peabiru, Peabiru.....